Orientações aos estudantes

By in
Orientações aos estudantes

Embora os estudantes não sejam meu público – afinal o processo de coaching executivo existe para formação de líderes empresariais –  o momento atual do Brasil exige que todos nós façamos um esforço para auxiliar a educação de adultos. Neste sentido, em função do contingenciamento até setembro de 3,5% da verba do ministério da educação e seus desdobramentos, achei importante compartilhar algumas poucas orientações a nossos universitários.

Aos estudantes de administração:

Quando você for gerente e o presidente da empresa que você trabalhar pedir para você postegar a utilização de 3,5% do orçamento, não considere passeata no rol de alternativas. Prefira estudar quais fornecedores estão dispostos a negociar o prazo de pagamento ou parcelamento, quais podem ser substituidos, quais projetos podem ser revistos e aproveite para demitir profissionais que não entregam o que você precisa.

A propósito, se você não estiver entregando o resultado esperado, considere um momento de sorte ter de postergar 3,5% do orçamento e não ter sido demitido.

Aos estudantes de contabilidade:

Tenho duas recomendações básicas para quando você for gerente de contabilidade e tiver de explicar os números aos demais departamentos:

1) As pessoas não entendem contabilidade, não importa o quanto você explique.

2) Aprenda rápido a recomendação número 1.

Aos estudantes de direito:

Expliquem aos demais funcionários que, na vida privada eles podem fazer tudo que a lei não proiba e que, na esfera pública, o agente somente pode fazer o que a lei determina. Portanto, não avalie o agente público como se ele estivesse submetido às mesmas leis que regem você – mesmo que ele seja um ministro.

Se o agente público faz algo que você discorda, primeiro você deve perguntar: o que a lei o obriga a fazer?

Aos estudantes de jornalismo:

Quando você tem uma opinião negativa sobre alguém e você mente para provar que você está certo, você não está mais na área de jornalismo, mas de propaganda.

A todos os estudantes:

Aumentem suas virtudes e lembrem-se que obediência é uma virtude. Tradução: obedeçam a seus pais. Quando você for maduro o bastante saberá que alinhamento é uma das duas competências mais demandadas pelos presidentes de empresas a seus executivos.

Estude! É por isso que você é chamado de estudante. E faça isso até o fim de sua vida.

Você demora cerca de 20 anos para aprodundar-se em um tema, examiná-lo e compreender toda sua complexidade. Se estão lhe pedindo para se manifestar imediatamente sobre algo que acabou de acontecer – e que não seja escolher o sabor do sorvete, diga que precisa examinar melhor o assunto e caia fora.

O fato de você entender uma explicação de um problema complexo, por exemplo: o orçamento da união, não significa que ela seja correta. Aliás, pelo tanto que você entende em sua idade é mais provável que não seja.

Observe se quem está lhe explicando algo está qualificado para isso. Dica: se a pessoa não sabe lhe indicar uma bibliografia a respeito do tema, ela não está.

Não queira agradar a seus amigos e estar com eles em eventos que você entende que não deva participar – galinha que acompanha pato acaba afogada.

Nem todos os professores desejam seu bem, eles podem apenas estar defendendo os interesses deles e usando você para isso.

Busque a verdade  e, quando a encontrar, defenda-a até a morte.

Vamos em frente!

 

Sugestões de livros:

“A Vida intelectual –  Seu Espírito, Suas Condições, Seus Métodos”

Autor: Antonin-Dalmace Sertillanges

Link: https://amzn.to/2w0FQMK

 

“Como ler livros”

Autor: Mortimer Adler

Link: https://amzn.to/2LKbMj1

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *