Notícias que leio de 15/1/2021

By in
Notícias que leio de 15/1/2021

Mais moeda, mais problema no futuro

Matéria do ZeroHedge (em inglês), dizendo que o Joe Biden, próximo presidente americano, pretende fazer um pacote de auxílio emergencial para a gripe chinesa de uS$ 1,9 Trilhão.

http://bit.ly/2XHTF0v

Por que esta notícia é relevante? Quando a velocidade do dinheiro retornar à economia americana, a quantidade de dólares na economia terá subido de US$4 Trilhões para US$9 Trilhões (por enquanto). Isto significa uma enorme inflação que hoje se verifica somente nos ativos – as pessoas se esquecem que preço de ativo é preço e, portanto, se a economia está parada e os preços de ativos financeiros estão subindo significa que esta impressão desenfreada de moeda está sendo canalizada para estes ativos. Mas, em algum momento chegará aos produtos e serviços utilizados pela população.

A velocidade do dinheiro informa quantas vezes uma moeda é trocada de mãos em uma economia em um determinado período de tempo, em geral, por ano. No momento ela está no seu valor mais baixo:

Macron entende tanto de Amazônia quanto de beleza

O Presidente Emanuel Macron, da França, espalha mentira quando diz que “Depender da soja brasileira é endossar o desmatamento da Amazônia”. Se o mundo tivesse maior consciência ambiental, daria preferência por comprar soja do Brasil. Detalhes e números, no vídeo abaixo, do professor Thiago Maia – recomendo que siga seu canal:

https://bit.ly/2N9KUu7

 

Detalhe importante da saída da Ford do Brasil

Vìdeo do presidente Bolsonaro onde esclarece que, nos últimos anos, a Ford recebeu R$ 20 bilhões em subsídios do governo brasileiro e deve ao BNDES outros R$ 335 milhões – que estão sendo pagos em dia, segundo a empresa. Como outra montadora iria se estabelecer no Brasil competindo com esse nível de distorção?

Por que esta notícia é relevante? Ou fazemos as pazes com o capitalismo, ou só nos restará a economia facista como alternativa. (Na economia facista há uma simbiose entre Estado e metacapitalistas no comando das empresas). Jack Ma que o diga. Embora, pelas notícas até o momento, não estou certo de que Jack dirá algo mais a respeito de qualquer coisa.

O grave problema de Manaus

O grave problema de Manaus em particular e do Amazonas está muito bem detalhado na matéria do excelente jornalista Kim Paim.

Lamento que executivos e líderes empresarias se informem pela velha mídia: Globo, Folha, O Antagonista etc. Em vez de ficarem informados, ficam emocionados. E ninguém toma decisões adequadas quando está emocionado.

Você precisa estar bem informado.

A velha mídia perdeu muito dinheiro com o governo Bolsonaro e, além disso, entende que propagar notícias boas é propaganda e, portanto, precisa ser paga para fazê-lo. Resultado: você sabe de tudo que o governo federal faz com um viés totalmente negativo. Como um executivo poderá tomar uma decisão acertada com este nível de informação?

Por esta razão recomendo fortemente que você assista ao vídeo do jornalista Kim Paim. Quem dera tivéssemos mais jornalistas com este nível de profissionalismo, organização de informação e capacidade de manter as pessoas bem informadas com o histórico das notícias.

Quanto a Manaus, entendo que o Governador do Estado e Prefeito da cidade deveriam ser destituídos, processados e punidos severamente por incompetência e suspeitas de corrupção.

Vídeo: https://bit.ly/3ijmXfw

O que Bolsonaro tem em comum com Alan Mulally?

Alan Mulally foi CEO da Boeng, de 1998 a 2005, e da Ford, de 2006 a 2014. No livro “Triggers”, de Marshal Goldsmith, ele é destacado por uma característica marcante de seu estilo de liderança. Toda terça-feira, às 7 horas da manhã, Alan Mulally exigia que seus executivos estivessem presentes na reunião de Business Plan Review.

Não havia motivo aceitável para ausência, mas ele permitia que o executivo participasse via telefone.

Ele considerava fundamental para sua gestão que todos os executivos estivessem cientes de suas responsabilidades e aptos a pedir e fornecer ajuda uns aos outros e aquela reunião era determinante para isso.

Lamento muito quando vejo executivos e líderes empresarias que assistem, via mídia tradicional, ao trabalho do Presidente Bolsonaro e ficam com a impressão negativa a respeito dele. Na maioria das vezes, estão totalmente equivocados. O presidente Bolsonaro tem feito um excelente trabalho de administração do país,  os números mostram isso, mas também tem tido a humildade e paciência de explicar – como nas reuniões de Business Plan Review de Mulally – o que tem feito, esclarece as notícias na mídia e relata pormenorizadamente suas ações da semana.

Seu esforço tem feito com que a população esteja informada adequadamente e tenha um contra-ponto em relação ao que vê na velha mídia.

Recomendo que você faça o mesmo e, mais que isso, copie este exemplo de gestão de criar reuniões periódicas e estruturadas para que toda a liderança de sua empresa se explique em que ponto está no Business Plan, quais ações pretende realizar, que ajuda precisa e qual auxílio pode oferecer aos demais.

Assista e tire suas próprias conclusões.

https://youtu.be/-tTgxztuqTs

O livro Triggers está neste link: https://amzn.to/3oTuX9y

Vamos em frente!